shigeru ban

shigeruban2.jpg 

Na cultura oriental, especialmente na japonesa, o papel é amplamente utilizado na arquitetura como vedação de janelas e divisórias. Então, por que não construir com papel? O arquiteto japonês Shigeru Ban iniciou suas pesquisas com tubos de papelão na década de 80 e a Paper Arbor, de 89, foi seu primeiro projeto utilizando esse material, Ban trata o papelão como “madeira evoluída”, em referência a sua origem. Preocupado com o meio ambiente, defende a reciclagem como uma solução pós-tecnológica e pós industrial e também diz que a arquitetura hoje em dia pouco faz para os mais necessitados, que são muitos e representam um desafio à todos os arquitetos.

shigeruban21.jpg

Ban desenha pavilhões, casas e tendas emergenciais utilizando esse tipo de estrutura, edifícios de todos os tamanhos, formas e usos, todos incríveis. E como se isso não bastasse, os projetos construídos de maneira tradicional são sempre muito detalhados, apesar de parecerem simples (até) demais.

Se você quiser ler a entrevista do Shigeru Ban para o Designboom, clique aqui. Para ler sobre Shigeru Ban na Wikipedia, clique aqui. Se você interessou sobre as estruturas de papelão, tem uma ótima tese de mestrado aqui.

Anúncios

6 pensamentos sobre “shigeru ban

  1. Ola. Td Bem? Adoro as obras de Shigeru Ban, e o teu artigo, de forma sintética, aborda-o bastante bem!
    O que mais me atrai, para além do ideal social e o uso corrente de materiais alternativos, não se reservando apenas ào papelão mas cortinas, e espaços completamente livres e ainda assim perfeitamente habitáveis.
    Único, e um percursor de um caminho que primeiro estranha-se, depois entranha-se e vamos dar conta e daki a 10 15 anos, é vulgarissimo!!

    Obrigado por teres adicionado o meu blog, participa lá também, senão parece que se está a “trabalhar” pro boneco…apesar que confesso que a qualidade dos artigos parece-me razoável, mas as novas tendências que em tanto me identifico ainda não partilhei devidamente…

    Beijo Miguel

  2. Vanessa,
    ainda sob o impacto da frustrante exposicao no Copper-Hewitt, Shigeru Ban devia estar la, a resposta dele aos problemas dos “outros 90%” eh infinitamente melhor do que os potes de ceramica e bicicletas de carga que resolveram colocar na mostra. E voce tem razao sobre o lifestraw, sabia que conhecia ele de algum lugar.
    beijos,
    fernando

  3. Com tanto material(plasticos,vidros, papeis, metais ,etc.)jogado “fora”,e impressionante saber que as pessoas ainda usam materiais convencionais em suas costrucoes,se continuar-mos assim com tanto desperdicio, estaremos F@010@5 em breve !!!!

  4. Muito lindo o trabalho do Shigeru..e tudo praticado sob o olhar da real sustentabilidade.. e toda sua criação e produção é um ensinamento que necessitamos ter ‘A QUESTÃO DO OLHAR” PRA TUDO QUE É DESCARTE.
    abraços do clovis…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s