de volta a natureza

Raindrop
Raindrop
Bas van der Veer é um designer holandês graduado em 2009, ano em que ganhou o René Smeets Award e Melkwegprijs, prêmios para os melhores e mais originais projetos de graduação. Ele diz que design é um mundo visual onde cria suas próprias regras e procura oferecer produtos com um novo conceito: respeito as tradições culturais e ambientais e as técnicas locais de produção.
Conheci seu trabalho através deste post do Bem Legaus, onde são apresentados o Raindrop e o Raindrop Mini: um regador que fica acoplado à tubulação de coleta de água pluvial, gerando o reaproveitamento da água da chuva e consequentemente economia de água encanada.
No site do designer, o projeto que me chamou atenção foi o Bioplastic Planter, peça feita inteiramente de bioplástico renovável. Além de protejer a muda, o “casulo” começa lentamente a adubar o solo, que depois de um tempo se reintegrará completamente a natureza: enquanto as raízes vão se aprofundando na terra também alimentam o Bioplastic Planter.  A peça é composta por 2 lados espelhados que se unem após o plantio e estão disponíveis em 9 tamanhos diferentes.
Bioplastic Planter

elemento único

O escritório de arquitetura holandês most architecture foi encarregado de desenvolver o escritório temporário para a agência de publicidade brandbase, que sugeriu mobiliar o espaço com materiais reciclados. Os arquitetos optaram por usar pallets não só nos móveis, mas em elementos estruturais como a escada. O conceito foi criar uma atmosfera informal para um local de trabalho onde a  matéria prima é a criatividade. O projeto esta dividido em 3 layers: o espaço do edifício em si, que foi pintado de branco a fim de criar um base homogênia; os pallets que ganharam uma nova função e enfim, os móveis distribuídos em dois níveis: 8 postos de trabalho, sala de reuniões e local para descanso. Para compor o espaço de 245m², foram utilizados 270 pallets e gastos 50.000 euros.

Eu vi no blog do Rodrigo Barba

Fotos de Rogier Jaarsma

tree hotel

O Tree Hotel, situado em uma pequena aldeia no norte da Suécia, oferece uma variedade de quartos modernos, exclusivos e inovadores, todos situados em meio a floresta, criando um conjunto com valores ecológicos em harmonia com a natureza. A inspiração para o conceito do hotel veio do documentário “Trädälskaren” de Jonas Selberg Augustsen, que conta a história de três homens do meio urbano que resolvem voltar às suas raízes, construindo uma casa na árvore.

Por enquanto há 7 tipos diferentes de acomodações, todas com temas originais projetadas por diferentes arquitetos e designers: The Tree Sauna, The Bird’s Nest, The Blue Cone, The Cabin, The Mirrorcube, The Ufo e The room with a viewTodas estão elevadas do solo e podem ser acessadas através de escadas ou rampas; os banheiros e as fontes de energia elétrica são eco-friendly.

The Bird’s Nest

The Blue Cone

The Cabin

The Mirrorcube

Muitas outras fotos, inclusive da montagem dos quartos no Facebook.

Eu vi no DesignKlub